Meio Ambiente

INAUGURAÇÃO DA COLETA SELETIVA E O CENTRO DE TRIAGEM DOS RECICLÁVEIS.

A administração do prefeito Renato Soares de Freitas tem se notabilizado por construir grandes obras, valorizar o servidor público e por cuidar do bem-estar e da segurança do cidadão campo-floridense.

Porém, na manhã dessa sexta-feira, 31 de janeiro, a gestão do prefeito Renatinho, mudou para sempre a história da de Campo Florido, ao proporcionar um futuro melhor para as próximas gerações da cidade.

E isso só será possível, porque a partir de agora, passa a funcionar em Campo Florido a coleta seletiva, mas para que esse projeto ambicioso realmente funcione e ajude a preservar o meio ambiente, é fundamental a participação de todos os moradores do município.

Por isso, é essencial que a população separe o lixo seco como garrafas pets, latas de cerveja e refrigerante, garrafas de vidro, do lixo úmido como restos de comida, cascas de frutas e pó de café.

Para ajudar os campo-floridenses nessa missão de separar os resíduos foram instaladas lixeiras em diversos pontos da cidade para que a comunidade faça o descarte correto desses materiais.

Além de oficializar o começo da coleta seletiva na cidade, Renatinho também inaugurou um galpão de triagem. Esse é outro aspecto muito importante da coleta seletiva, pois ela gera um ciclo virtuoso. Já que além de ajudar a proteger a natureza, ela também gera receita e dignidade para as famílias que vivem da coleta de recicláveis.

Participaram da inauguração o Secretário de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável de Minas Gerais, Germano Luiz Gomes Viera, os Deputados Federais, Franco Cartafina e Zé Vitor, o Promotor do Meio Ambiente, Carlos Alberto Valera, além do Prefeito, Renatinho, diversos vereadores, chefes de departamentos municipais, e ainda representantes dos coletores de recicláveis.

O Deputado Federal, Franco Cartafina, destacou a sensibilidade do Prefeito Renato Soares de Freitas. “Investir na coleta seletiva e na reciclagem é investir no ser humano e em um futuro melhor”.

Já o Promotor do Meio Ambiente, Carlos Alberto Valera, destacou que o cidadão precisa ser reeducado, já que a população está aumentando, enquanto os recursos naturais estão diminuindo. “Então é muito importante que uma cidade com pouco mais de 7 mil habitantes abrace um projeto tão inovador, e invista também em educação ambiental, já que devemos tratar como lixo só aquilo que não pode ser mais reaproveitado”.

Para o Secretário de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Germano Luiz Gomes Viera, Campo Florido é um exemplo a ser seguido. “O meio ambiente é um setor que influencia todas as outras áreas como educação, saúde, saneamento básico. Por isso, é muito bom quando percebemos que existe uma Prefeitura realmente empenhada e engajada em proteger e preservar o meio ambiente”.

O prefeito Renato Soares de Freitas destacou que o projeto nem bem começou e já está salvando e transformando vidas. “Estamos conseguindo proporcionar dignidade a famílias que antes estavam vivendo no lixão. Além de diminuir os impactos ambientais, a coleta seletiva gera renda e qualidade de vida para centenas de famílias e isso me deixa profundamente feliz e emocionado”.

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado.

Você também pode gostar