A Cidade

História de Campo Florido

Quando iniciou-se o povoado chamaram-no de Nossa Senhora das Dores de Campo Formoso, é uma cidade cujos primórdios remontam o ano de 1811.

De uma meia dúzia de bandeiras saídas do desemboque em rumo à região ocidental do Triângulo Mineiro, a de 1811, que tinha João Batista de Siqueira, Inácio Ferreira de Meireles, Joaquim de Morais Bueno e outros, foi a que tocou as terras que constituem o patrimônio da atual cidade de Campo Florido.

Os bandeirantes, na sua rota começada em desemboque, atingiram aquelas imediações pelo norte. Aí, encaminhando para o sul, transpuseram a elevação, hoje conhecida como Serra dos Piticós, deparando com uma extensa campina de belíssimo aspecto. Era dia de Nossa Senhora das Dores. Resolveram, então, apossearem-se daqueles campos formosos e floridos, para o patrimônio da Excelsa Senhora, cuja festa, em outros lugares, celebrava-se no mesmo dia.

O lugar apertado entre dois arroios fôra o começo do Arraial de Nossa Senhora das Dores do Campo Formoso, cujo patrimônio então, aposseado pelos sertanistas, constituía-se de uma légua em quadra. Nesse patrimônio, logo depois de aposseado pelos desbravadores, estabeleceram-se alguns moradores que, segundo a tradição que ainda hoje corre, teriam construído, em 1812, o primeiro templo católico coberto de folhas de coqueiro.

Os primeiros habitantes da região, atraídos pelo clima suave, pela bela paisagem e pela riqueza florestal, situaram-se às margens dos ribeiros: São Francisco e Piracanjuba, onde iniciaram os roçados e o plantio de milho.

Com o correr dos dias, a fama dos campos formosos foi atraindo homens abastados, como João José da Silva, procedente de Tamanduá, atual Itapecerica, que ali se afazendou em 1818.

A prerrogativa de distrito alcançada por Nossa Senhora das Dores do Campo Formoso foi devido ao grande impulso que o arraial veio receber desse cidadão.

Formação Administrativa

A criação do distrito de Nossa Senhora das Dores do Campo Formoso deve-se à Lei Provincial nº 125, de 13 de março de 1839, que dividiu o território municipal de Uberaba em seis distritos.

Criado assim o distrito, a sua instalação, ter-se-ia realizado no dia 29 de Março do mesmo ano, segundo se depreende de um ato lançado num dos livros do cartório da localidade, em que serviu de escrivão interino o cidadão Antônio José Correia de Brito, primeira autoridade oficial, cujo nome aparece até agora.

O distrito foi à paróquia pela Lei Provincial nº 288, de 12 de março de 1846.

Em virtude da Lei Mineira nº 1667, de 16 de setembro de 1879, a sede da freguesia foi transferida para o arraial de Nossa Senhora do Carmo de Frutal.

Mas, por influência e grande prestígio político do Coronel João Evangelista de Carvalho Andrade, mais tarde Barão de Campo Formoso, a Assembleia Legislativa Mineira votou a Lei nº 2153, de 15 de novembro de 1875, restaurando a paróquia cuja sede voltou de Frutal para o arraial de Dores do Campo Formoso.

A Lei Estadual nº 2, de 14 de setembro de 1891, ratificou a criação do distrito.

Segundo a “Divisão Administrativa, em 1911”, o distrito em apreço figura no município de Uberaba, com a denominação de Campo Formoso, ao passo que, nos quadros de apuração do Recenseamento Geral de 1-X-1920, ele aparece sob o topônimo de Dores do Campo Formoso.

Já por efeito da Lei Estadual nº 843, desde 7 de setembro de 1923, o distrito passou a denominar-se Campo Formoso, permanecendo no município de Uberaba.

Por efeito do Decreto-lei estadual nº 148, de 17 de dezembro de 1938, criou-se o município de Campo Formoso, com parte do território do distrito desse nome, desmembrada de Uberaba, tendo a outra parte distribuída entre os novos distritos de Dourados e Esplanada, respectivamente dos também novos municípios de Conceição das Alagoas e Frutal. Na divisão administrativa do Estado, fixada pelo supracitado Decreto-lei nº 148, para vigorar no qüinqüênio 1939-1943, o município de Campo Formoso constitui-se apenas do distrito-sede.

O novo município foi solenemente instalado no dia 1º de janeiro de 1939, pelo Sr. Debraí Lopes Cançado, primeiro Juiz de Paz da cidade, iniciando a Prefeitura os seus trabalhos em fevereiro deste ano, pelo Dr. Vicente Ribeiro do Vale, seu primeiro prefeito.

O Decreto-lei estadual nº 1058, de 31 de dezembro de 1943, que alterou o topônimo do distrito e do município para Campo Florido, manteve o município formado por um distrito único, o de Campo Florido. Pela nova divisão administrativa fixada pela Lei estadual nº 1039, de 12-XII-1953, para vigorar no qüinqüênio 1945-1958, o município de Campo Florido constituiu-se apenas do Distrito-sede.

Fonte das citações acima e maiores informações sobre a história de Campo Florido confira no link abaixo.Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Campo_Florido

História do Hino de Campo Florido

A história do Hino de Campo Florido é rica em fatos interessantes, mas infelizmente sem referencial bibliográfico registrado.

Escrito por Maria Aparecida Mesquita, relato em entrevistas com os professores aposentados, Neuza Castanheira Rocha e Eterno Simeão Borges.

A melodia da música é uma versão em marcha da canção folclórica “Adeus Sarita” – domínio público.

Atualmente nas atividades festivas e em momentos solenes do município o Hino de Campo Florido é sempre honrado em companhia do Hino Nacional Brasileiro. Sua execução é sempre realizada em abertura de sessões cívicas e ou eventos públicos diversos para a comunidade em geral.

Em diálogos e pesquisas realizadas nos anos de 2020/2021 com moradores antigos e alguns atuais da cidade; a seção de cultura registrou que o Hino de Campo Florido aproximadamente em 1965, era tocado toda sexta-feira nas escolas. Na década de 1970 tocou todos os dias na semana da pátria; início do mês de setembro que era também conhecida como semana da comunidade. O hino era escutado antes de iniciar as apresentações e palestras para a população, em conjunto com o Hino da Bandeira e o Hino Nacional Brasileiro.

Historiadora
Julie Beatriz Ferreira

Hino

 

Campo Florido!
Oh! Terra bem brasileira
Ouvi o canto
De tua família inteira
Comunidade,
Os teus filhos dão as mãos.
Pra fazer te grande e bela.
Oh! Terra do coração!
Tens no campo o lavrador,
Tocando verde canção.
Na cidade o estudante, o ancião.
Sê grande Campo Florido.
O Brasil por ti bendiz.
Seu povo hoje unido.
Feliz, feliz!
Tens no campo o lavrador,
Tocando verde canção.
Na cidade o estudante, o ancião.
Sê grande Campo Florido.
O Brasil por ti bem diz.
Seu povo hoje unido;
Feliz, feliz!

Características geográficas

Área 1.261,726 km²
População 7.105 hab. est. IBGE/2009
Densidade 4,7 hab./km²
Altitude 570 m
Clima Tropical
Máxima 39,0 / Média 28,0 / Mínima 17,0
Fuso horário UTC-3

Poder Legislativo

Vereador Partido
PAULO ANTONIO DA SILVA
PP
MARCELO RIBEIRO GONÇALVES PP
PEDRO ALCÂNTARA MARTINS FONTES PP
VANESSA ZAGO MELO
PL
ANTÔNIO CESAR MACHADO DA COSTA
PT
ARIANE LUIZA DA SILVA
PP
GILTON CESAR POVOA PL
MOACIR QUINTILHANO OLIVEIRA PSC
PAULO HUMBERTO MARTINS DA SILVA PP

Localização